Uma empresa criada por antigos engenheiros do Google revelou no domingo (27) um novo serviço de buscas cujo objetivo é superar em tamanho o líder do setor. Seu maior desafio: mudar os hábitos de navegação dos internautas.
Segundo seus donos, o Cuil (pronunciado como a palavra inglesa “cool”) é capaz de indexar mais rápido e de forma mais barata uma porção da web maior que a do Google.

O novo rival do Google afirma que seu serviço vai além das técnicas de busca dominantes, que se concentram em links e padrões de tráfego de audiência, e em lugar disso analisa o contexto de cada página e os conceitos por trás de cada pedido de busca dos usuários.
“Nossos significativos avanços em tecnologia de busca permitiram que indexássemos parte muito maior da internet, colocando quase toda a web ao alcance dos usuários”, afirmou Tom Costello, co-fundador e presidente-executivo da Cuil.
O Cuil foi fundado por um grupo de pioneiros das buscas, entre os quais Costello, que criou um protótipo da Web Fountain, a ferramenta de análise de buscas da IBM, e sua mulher Anna Patterson, arquiteta do imenso índice TeraGoogle de páginas da web, operado pelo Google.