O nome é meio estranho, de fato, mas não custa nada testar mais um site com o conceito de microblogging. Muito parecido com o Twister, que já começa a virar uma nova febre da comunicação e colaboração online.

A nova ferramenta, apresentada num evento que acontece em São Francisco, California, chamado de Techcrunch50, onde várias empresas startups se apresentam durante 10 minutos para investidores e analistas de mercado, chamou a atenção pela facilidade e pelo benefício que pode trazer para as empresas. 

Com aparência e funcionamento semelhante ao Twitter, exceto pelo fato de que seus usuários observam a pergunta “No que você está trabalhando?” no lugar da pergunta do Twitter “O que você está fazendo agora?”. As respostas no microblogging de trabalho devem ajudar a disseminar informações mais facilmente dentro das companhias e fazer com que os funcionários sintam-se mais conectados entre si.

Dentre as novidades e os recursos disponíveis, os usuários do Yammer podem incluir tags, palavras-chaves e frases no serviço mostrando quais assuntos são mais quentes na empresa e os novos funcionários podem se atualizar fazendo buscas no sistema.

O serviço básico é gratuito, mas as empresas devem pagar se quiserem direitos de administrador, que permitem bloquear usuários, retirar comentários ou tornar o sistema mais seguro configurando uma série de endereços IP que terão permissão para postar no sistema. A taxa mensal é de 1 dólar por funcionário e o serviço entrou no ar na segunda-feira (08/09, informou Keith McCarty, gerente de marketingo do Yammer).

Site: http://www.yammer.com/